terça-feira, 10 de novembro de 2009

O fantasma do Amor - Paulo Moreira - 2/6

- Clica nas imagens para ampliá-las! -

Cada canto é antigo conhecido de cada parceiro,
pois foi construído tijolo a tijolo por mãos de dedicação.


Também existem sótãos, porões e masmorras.

Um lugar que apenas os dois conhecem o endereço.

A cada descoberta, um objeto novo.
Após os momentos vividos, uma decoração feita a quatro mãos.


Um castelo de sonhos povoado por alegrias e angústias, esperas e receios, chegadas e partidas.

Quando partimos, deixamos para trás essa morada do espírito e essa casa fica abandonada.

- - - - - - - - - - - - - - - - - -

Informações sobre esta mensagem e as razões porque as publico neste blog você encontra aqui, na postagem 1/6.

Para ver as outras imagens desta série já publicadas, clique no marcador Janelas - Série: O Fastasma do Amor, localizado logo abaixo desta postagem.

- Fonte: De um email do Paulo Moreira.

- I bibida prus músicus!

4 comentários:

ONG ALERTA disse...

Tudo em seu lugar, com sua luz, paz.

Norival R. Duarte disse...

Que a Paz continue sempre com você, Alessandra.

Obrigado pela visita.

Grande abraço.

Efigênia Coutinho disse...

"O fantasma do Amor - Paulo Moreira - 2/6"

Miquel Àngel les, apreciei muito esta sua postagem, poesia e imagem, meus cumprimentos.]


Eu não esqueci um só de todos os meus amigos aqui, e hoje retorno, depois de muito trabalho com o nosso Site, com os 1000 Sonetos, agora poderei estar ao lado de todos , matando as saudades, que se fazem presente ao presente momento,
passa lá na minha casinha, tem
NATAL
Para todos os amigos,
com carinho, Efigênia

Norival R. Duarte disse...

Cara Efigênia;

Obrigado pela visita ao meu blog JANELAS, PORTAS E AFINS e pelo recado deixado nele.

Como você deve ter gostado da postagem "O fantasma do Amor - Paulo Moreira - 2/6", onde você deixou seu comentário; como se trata de apenas um bloco do conto; como mudei de idéia acabando com esse procedimento de publicação em blocos; resolvi publicá-lo integralmente no mesmo blog, coisa que fiz ontem.

Independentemente disso, estou lhe enviando por email a mensagem original, completa, com som. Tenho certeza de que você vai adorar!

Grande abraço,
mesmo virtual,
de seu amigo,
Norival.

(Viu! Também sei fazer velsos!)